Dalcroze - Português

Experimentando Dalcroze

“Caminhe no pulso do ritmo!”, “Mova-se com a música!”. Esses comandos são alguns exemplos do que se pode ouvir durante os primeiros momentos de uma aula de Eurritmia, ou Rítmica Dalcroze. Apesar de parecerem um tanto estranhas para um estudante de música no modelo tradicional, estas simples instruções podem fazer toda a diferença para os músicos aspirantes.

Para uma pessoa que não conhece o método, uma aula de Rítmica Dalcroze pode parecer uma aula de dança. Os alunos estão descalços, caminhando, saltitando, correndo, movendo os braços no ar, gesticulando ou batendo palmas – tudo isso acontecendo enquanto alguém toca piano. Mas não se engane: toda essa movimentação é música!

O professor improvisa no piano para que os alunos se movam respondendo a um motivo rítmico, uma frase ou outro elemento musical – tudo parte de um plano para ajudar os alunos a experimentarem e entenderem um assunto musical. Em um determinado momento, professor e alunos discutem a teoria por trás dos exercícios propostos, e a notação musical apropriada é escrita. Através de movimentos corporais, a mente aprende, analisa e compreende. A partir de movimentos básicos como caminhar, os participantes aprendem sobre a transferência de peso encontrada no conceito de pulsação. Movimentos mais Continue reading “Experimentando Dalcroze”

Dalcroze - English

Experiencing Dalcroze

“Step the beat!” “Move to the music!” These commands are examples of what one may hear during the first couple of minutes of a Eurhythmics lesson. While they may seem a bit strange for a music student trained in a more conventional tradition, these simple instructions can make a huge difference for aspiring musicians.

To an outsider, a Eurhythmics class may look like a dance lesson. Students are barefoot, stepping, skipping running, moving their arms up in the air, making gestures, and clapping – everything happening while someone plays the piano. But don’t fool yourself; the movement is all about the music!

The teacher improvises on the piano so the students can move to a pattern, meter, phrase or other element in the music – it’s all part of a plan to help students fully experience and understand a musical subject. At a given point, both the teacher and the students discuss the theory behind the exercises, and the proper musical notation is written. Through body movement, the mind learns, analyses and understands. From basic movement such as walking, participants learn about the weight transfer found in the concept of beats. More “complicated” movement, such as skipping or waltzing, bring compound meter to life. Continue reading “Experiencing Dalcroze”